domingo, 10 de março de 2019

Parabéns, Coro de Câmara!

Há exatamente nove anos, o Coro de Câmara de Campina Grande estreava na sala BW4, da Unidade Acadêmica de Artes, da UFCG. Formado por alunos do recém criado curso de Música e pessoas da comunidade, o grupo, em sua apresentação inaugural, contava com doze integrantes e interpretou música renascentista acompanhado por um pequeno consorte de flautas e percussão.

Ao longo desse ciclo, a identidade do ensemble tem sido definida por suas propostas artísticas, educacionais e políticas. Somos um laboratório para os alunos da Licenciatura e do Bacharelado, sobretudo aqueles com ênfase em Regência e Canto. O repertório contempla variadas tendências estéticas e estilísticas, incluindo peças históricas, assim como material inédito, especialmente a nossa produção musical. Cantamos Palestrina, Bach, Mozart, Schubert, Fauré, Puccini, Hogan, Amaral Vieira, Reginaldo Carvalho, Eli-Eri Moura, Beetholven Cunha, Adriano de Sousa, dentre tantos outros nomes novos e conhecidos no cenário internacional. Nosso foco é a literatura original, a cappella ou com acompanhamento.

A experiência com outros corais, orquestras e maestros, brasileiros e estrangeiros, aqui e alhures, expandiu nossa percepção e a capacidade de adaptação e interação. Os desafios dos novos projetos transformaram-se em inspiração, planejamento, motivação, disciplina, resiliência e superação. Foi desse modo que encaramos a interpretação de obras complexas e que conseguimos subir ao palco nos EUA, França, Teresina, Fortaleza, Juazeiro do Norte, Natal, João Pessoa, Recife e São Paulo, sem falar nas várias cidades do interior da Paraíba. É por isso que, no próximo mês, iremos para Portugal, participar do EuroFIMUS Festival de Ramos. As barreiras burocráticas e as limitações financeiras nunca nos impediram de sonhar e concretizar nossos desejos. E assim sempre será.


Nessa trajetória repleta de beleza e encantamento, alegro-me por conviver e compartilhar saberes e fazeres musicais com pessoas engajadas e comprometidas, que vestem a camisa deste time com um enraizado sentido de pertencimento. Essa força vital, que nos impulsiona a atingir objetivos e metas, nos faz ensaiar com sol ou chuva, durante a semana ou em dias feriados; nos permite apresentar-se por entre as fileiras de um supermercado ou no Carnegie Hall; nos dá o prazer de cantar uma melodia natalina em uníssono ou de estrear A Cachoeira de Paulo Afonso, de Danilo Guanais; nos possibilita viajar de avião ou num micro-ônibus sem banheiro e ar condicionado, cruzando o sertão nordestino, vendo a beleza que é a transposição do Rio São Francisco, na época mais quente do ano, no chamado bê-erre-o-bró, em alusão aos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro. Em todas essas situações, eu nunca vi um semblante infeliz nos membros desta linda família. Ao contrário, tudo o que testemunhei foram gestos de devoção recíproca, verdadeira, e de um amor intenso pela música, o canto coral, a vida.

Vladimir Silva (silvladimir@gmail.com)

3 comentários:

Isak Lucena disse...

Parabéns ao Maestro Vladimir e ao Coro de Câmara!!!

Muito sucesso para todos!!!!

adriana moraes vilas boas prado disse...

Parabéns maestro!Muito mais que um regente, esse coro tem um verdadeiro entusiasta, um líder que estimula o sonho e o potencial de seus coristas. Afinal um sonho que se sonha junto é realidade!!!

Pedro Furtado disse...

ParabePa ao Coro de Câmara! Desejo muito sucesso e que continue a nos encantar com seu lindo som.

Postar um comentário