segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Reginaldo Carvalho nos Estados Unidos

A quinquagésima nona convenção da Associação de Regentes Corais do Texas (TCDA) foi realizada no período de 27 a 30 de julho, na cidade de San Antonio, reunindo grande número de educadores, pais, alunos e apreciadores do canto coral. O evento ocorreu em conjunto com as convenções da Associação de Regentes de Orquestra do Texas (TODA) e da Associação de Regentes de Banda do Texas (TBA), congregando cerca de dez mil pessoas.

Ao longo da semana foram discutidos diversos aspectos filosóficos e metodológicos da prática coral, incluindo estratégias de ensaio, seleção de repertório, técnicas para motivação de grupos, planejamento de viagens, dentre outros temas. Nomes relevantes no cenário norte-americano estiveram presentes, coordenando mesas redondas e palestras, relatando experiências, falando sobre os caminhos desta importante atividade sócio-cultural-educativa. Além das discussões acadêmicas e científicas, foram realizadas várias apresentações artísticas de grupos selecionados e convidados, oriundos de diferentes localidades do estado, dentre eles coros infantis, juvenis e adultos, ligados às escolas, igrejas e universidades, bem como conjuntos profissionais. Um dos pontos altos foi o ensaio do Requiem, de W. A. Mozart. Mais de duzentos músicos, sob a direção de Jerry McCoy, se juntaram para interpretar, “à primeira vista”, esta obra clássica. Algumas instruções sobre as passagens mais complexas e, logo em seguida, começamos a ensaiar como se já estivéssemos trabalhando há bastante tempo, com elevado nível de excelência, prontos para o palco.

As sessões de leitura de repertório eram, indiscutivelmente, as mais concorridas. Os participantes eram divididos em salas, de acordo com o interesse pessoal, entrando em contato com a literatura coral infantil, juvenil, para vozes afins ou mistas, repertório publicado recentemente e que seria interpretado ao longo de 2014-2015. Ao término, todos seguiam até a área onde estavam localizados os representantes das editoras, no hall de exibições, onde, às vezes, recebiam, gratuitamente, amostras de partituras e também encomendavam as cópias necessárias para seus grupos. Ali, igualmente, ocorria a comercialização de instrumentos, livros, vestimentas e outros materiais destinados ao trabalho com coro, banda e orquestra, uma feira com larga oferta de produtos.

Nesta convenção, fui convidado pelo Dr. Randall Hooper, membro da diretoria da TCDA, para apresentar uma palestra sobre o compositor Reginaldo Carvalho. Na oportunidade, mostrei aos presentes um pouco da vida e da música deste paraibano, natural de Guarabira, que deixou grande quantidade de obras originais e arranjos para coro, ainda pouco conhecidos do público (http://goo.gl/WeUkJ8). Divulgar a música brasileira naquele ambiente foi um privilégio e uma honra. O momento era histórico, pois, pela primeira vez, regentes norte-americanos entravam em contato com a música de Reginaldo Carvalho, expandindo suas possibilidades de escolha de repertório, descobrindo, de forma surpreendente, que o Brasil tem cinco regiões e muitos compositores de qualidade.

Vladimir Silva (silvladimir@gmail.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário