sexta-feira, 24 de maio de 2013

Uma cidade em festa

A Universidade Federal de Campina Grande e a Universidade Estadual da Paraíba saúdam os participantes do IV Festival Internacional de Música de Campina Grande (www.fimus.art.br). Este Festival, que gradualmente se consolida no cenário musical brasileiro, tem como objetivo dinamizar a vida acadêmica, artística e cultural da cidade, do estado e da região. Nossa meta é ser um evento de referência internacional, ampliando a visibilidade de Campina Grande no setor da música. A nossa missão, fortalecer intercâmbios e parcerias, gerando emprego, renda e a expansão do mercado de trabalho.

Chegamos à quarta edição reunindo artistas, professores e alunos de diferentes partes do Brasil e do mundo. Alguns convidados já são velhos conhecidos, como a pianista coreana Hye Youn Park, o violinista israelense Netanel Draiblate, o Quaternaglia Guitar Quartet. Outros, mais novos, a exemplo da flautista Renata Pereira e do saxofonista Rodrigo Capistrano, chegam agora para assegurar a revitalização dos nossos ideais e propósitos. Este ano, o Festival celebra o centenário do poeta e compositor Vinicius de Moraes e o sesquicentenário do pianista e também compositor Ernesto Nazareth, um dos maiores nomes da música brasileira do início do século XX.  Nada mais oportuno, portanto, do que ouvir as Canções de amor, de Claudio Santoro, baseadas nos poemas de Vinicius de Moraes. Para coroar este clima de festa, o Prêmio Radegundis Feitosa – outorgado pela Universidade Estadual da Paraíba a um músico ou entidade artístico-cultural que esteja desenvolvendo ou tenha desenvolvido um trabalho musical relevante no âmbito local, regional ou nacional – será entregue à pianista Eudóxia de Barros por conta do seu trabalho de divulgação da música brasileira e, mais particularmente, da obra de Ernesto Nazareth. Antes da entrega do Prêmio, ela interpretará tangos e valsas deste ícone da nossa música.

As novidades também são muitas. Uma delas é a participação do Texas A & M University Chorale, regido pelo maestro Randall Hooper, que vem para o Brasil pela primeira vez para participar do Festival. José Staneck desenvolverá um trabalho musical e social extremamente relevante com a realização de uma oficina de gaita de boca dirigida para crianças das escolas públicas. O grupo Nó na madeira, vencedor do concurso Pré-Estréia, promovido pela TV Cultura, na cidade de São Paulo, também integra a nossa programação. Além dos concertos no Teatro Municipal Severino Cabral e no Mosteiro Santa Clara, este ano o Festival também será realizado na cidade de Patos, sertão paraibano.

Sejam, portanto, bem-vindos. Venham e tragam na bagagem agasalhos, instrumentos e muita disposição para desfrutar do ambiente festivo que invade a Serra da Borborema, no mês de julho, por causa do Maior São João do Mundo, que este ano completa trinta anos, e por conta de mais uma edição do Festival Internacional de Música.

Vladimir Silva (silvladimir@gmail.com

Um comentário:

Flagson Christian disse...

Sou seu fã. estou no Acre, participei do Paineis Funarte Regência em coral. seguirei seu exemplo,e não me desviarei desse caminho. sou baixista, existe algum curso de verão na Universidade?

Postar um comentário