terça-feira, 9 de março de 2010

Música Nova e Arranjos Corais

A FUNARTE lançou entre os anos 70 e 80 duas coleções: Música Nova do Brasil para Coro a Capela e Arranjos Corais de Música Folclórica Brasileira. Vários compositores brasileiros, ou assim naturalizados, assinam as obras que integram estas coleções, um marco no cenário editorial brasileiro.

A coleção Música Nova é formada pelas seguintes composições: 1. Arca de Noé (Ernst Mahle - Vinícius de Moraes); 2. Aleluia (Bruno Kiefer - Lara de Lemos); 3. Ave-Maria (Claudio Santoro); 4. Belo Belo (Brenno Blauth - Manuel Bandeira); 5. Belo belo (Ronaldo Miranda – Manuel Bandeira); 6. Canção de Barco (Ricardo Tacuchian - Mário Quintana); 7. Canção da primavera (Murillo Santos - Mário Quintana); 8. Canto/ciranda (ao) Chão (Aylton Escobar - Ilka Laurito); 9. Chormaphoneticos Op. 58 (Lindembergue Cardoso); 10. Com som sem som (Gilberto Mendes - Augusto de Campos); 11. Cussaruim em dois tempos (José Vieira Brandão - Manuel Bandeira); 12. Em tempo de terra e de boi (Henrique de Curitiba - Carlos Drummond); 13. Invocação litúrgica (Jaime Cavalcanti Diniz); 14. Na rebancêra do má (Sérgio de O. de Vasconcellos Corrêa); 15. O morcego (Nestor Cavalcanti - Augusto dos Anjos); 16. Os sinos (Carlos Alberto Pinto Fonseca - Manuel Bandeira); 17. O vento no canavial (Ernst Widmer - João Cabral de Melo Neto); 18. Passos da paixão (Willy Corrêa de Oliveira - Affonso Ávila); 19. Peça coral n. 1-M.30 (Emílio Terraza - Haroldo de Campos); 20. Poema (Mário Ficarelli - Gonçalves Dias); 21. Rezação (Reginaldo Carvalho); 22. Rola mundo (Fernando Cerqueira - Carlos Drummond); 23. Rosa rosae (Raul do Valle - Carlos Drummond); 24. Segredo (José Penalva - Carlos Drummond); 25. Topologia do medo (Cirlei de Hollanda - Haroldo de Campos); e 26. Três cânticos de amor (Almeida Prado).

A coleção de Arranjos Corais é formada por: 1. Anda à roda (Sérgio Oliveira de Vasconcellos Corrêa); 2. Canoa em dois tempos (Kilza Setti); 3. Carimbó (Ernst Mahle); 4. Chula da cachaça (Marcelo Homem de Mello); 5. Dai-me licença (Sérgio Oliveira de Vasconcellos Corrêa); 6. De pastoris e reisados (Mirian Pitta); 7. De um cego (Henrique Korenchendler); 8. Ema-sariema (Emmanuel Coelho Maciel); 9. Escondumba-a-rê (Antônio Vaz); 10. Forrobodó da saparia (Lindembergue Cardoso); 11. Moreninha, se eu te pedisse... (Henrique Korenchendler); 12. Nigue ninhas (Domênico Barbieri); 13. Ó mana deix’eu ir (David Machado); 14. Pega no balão (David Machado); 15. Que casa é essa? (Antônio Vaz); 16. Saia de babado (Antônio Vaz); 17. Sambalelê (David Machado); 18. Suíte nordestina (Ronaldo Miranda); e 19. Vamo vadiá (José Alberto Kaplan).

A FUNARTE reeditou recentemente várias partituras que integram as duas coleções, disponibilizando-as no endereço http://www.canalvirtual.org/, onde é possível encontrar, além da partitura, arquivos de áudio e imagem, assim como a transcrição fonética das composições, fato que facilitará a inclusão da música brasileira nos repertórios dos coros de diversas partes do mundo. Vale a pena conferir e resgatar o nosso patrimônio.

Vladimir Silva (silvladimir@gmail.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário