segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Primavera

É gratificante visitar a Casa Dom Barreto, em Teresina, por conta da alegria e felicidade dos anfitriões. Sempre que passamos por lá, somos recebidos com festa. Mesmo nos dias mais tristes, meninos e meninas não perdem a espontaneidade e o sorriso. E no último dia onze de outubro não foi diferente: nos brindaram com uma calorosa recepção. O motivo da nossa visita era realizar um pequeno recital em homenagem às crianças, em virtude das comemorações do dia doze. No repertório, a Cantata da fauna e da flora, que escrevi para celebrar a primavera. Enquanto nos preparávamos, as crianças cantaram várias canções, incluindo música folclórica, popular e religiosa. Durante a curta apresentação, um garoto, de aproximadamente 10 anos, animou o grupo, sugerindo as músicas que seriam interpretadas, dando as indicações de tempo, os cortes e as entradas. Sem dúvidas, um regente cheio de garra, força e determinação.

Seguindo o roteiro, eu e meu fiel grupo de alunos e ex-alunos (no dizer de Rodrigo Melo, os discípulos e baluartes) nos arrumamos e começamos a apresentação. Os textos das canções falam dos múltiplos sentidos da primavera: celebração, acolhimento, respeito, agradecimento, superação e renascimento. A platéia, que havia aprendido alguns dos refrões, cantou em conjunto conosco, transformando aquele momento, tão simples e intenso, em algo inesquecível.

Ao término da apresentação, ouvi diferentes relatos. Algumas pessoas destacaram a importância do evento para as crianças e para os intérpretes; outras falaram sobre o poder transformador da música e sobre a necessidade de oferecer à comunidade atividades variadas, similares àquela que havíamos realizado. Senti que a felicidade estava ali, presente, porque, no ar, pairava uma sensação de plenitude, graça, paz. A experiência, mais que relevante, foi transformadora. Saímos de lá com a certeza de que não éramos mais os mesmos. Parece que os alunos perceberam que aquilo que eles estudam e apreendem na universidade só tem sentido e só é validado na medida em que está sendo aplicado na prática, ajudando a modificar o cidadão e o seu contexto sócio-cultural. E para mudar é preciso querer mudar, ter iniciativa, indicar caminhos, sugerir alternativas, corrigir desvios, ter garra e força.

São estas atitudes proféticas que renovam as nossas esperanças, ampliam os nossos limites, nos convidam à ação, porque como artistas, músicos, professores precisamos manifestar, anunciar, pensar, antever, crer e trabalhar pela construção de um mundo novo, mais humano, justo, solidário, repleto de arte, música e vida. Naquela tarde ensolarada, (re) vivemos a experiência da primavera de forma real e verdadeira. Cantamos o viver, o existir, o amor. Nossos sorrisos e lágrimas ignoraram o calor e refrescaram a terra que semeamos com nossos sonhos e desejos e de onde nascerão novas flores, novos homens, novos versos, novas canções.

Vladimir Silva (silvladimir@gmail.com)

7 comentários:

Anônimo disse...

Com certeza, trabalhar com crianças é sempre gratificante. E em especial, trabalhar a música que mexe em diversos aspectos do ser. Do orgânico ao imaginário.
Agradecemos por vc compartilhar de tal momento com todos nós.
Abraços, paz, luz e bem.

Thúlio

Irisporto disse...

"(..)aquilo que eles estudam e apreendem na universidade só tem sentido e só é validado na medida em que está sendo aplicado na prática, ajudando a modificar o cidadão e o seu contexto sócio-cultural."

Essa é a melhor parte da música: a transformação de vidas para melhor.

Parabéns, Vladimir.

Vitoria Mota disse...

Querido Vladimir,
parabéns pelo blog, por mais esse espaço de encontro, conhecimento e enriquecimento de idéias. Você sempre acrescentando a todos com seu saber e inventividade. Vida longa ao blog!!
Com a admiração e carinho de sempre,
Vitória Mota

Orlânia Maria disse...

Vladimir
obrigada por nos convidar a acessar o seu blog.
Que todos os seus convidados sintam esse prazer de conhecer o seu empolgamento com o trabalho que realiza.
Certamente todos aqueles que aproveitam do seu trabalho são canais entusiasmados e dinâmicos na divulgação dos frutos gerados por ele em benefícios de muitos.
Que você seja um instrumento sempre abençoado e iluminado por Deus a contribuir na formação de muitos e excelentes regentes e de muitos e excelentes cantores.
Estamos com saudades de você, de Jane, de Vinicius e de Sofia.
O nosso afetuoso abraço.
Orlânia

Lili Batista disse...

Vladimir,

Parabéns pelo blog. É fantástico ver o seu entusiasmo pela música, pela vida...todo sucesso do mundo.
Um grande abraço.

Anônimo disse...

Bom demais saber que eu também faço parte de tudo isso.
Grande abraço!
Dayana.

Lee Love disse...

Não tenho nem palavras...principalmente quando me lembro que fiz parte desse dia! Foi maravilhoso!!
São momentos como esses que nos faz ter orgulho de continuar nossa caminhada!!! Obrigada e parabéns pelo blog!!!
Liliane Amorim

Postar um comentário